Dossiê celulite: causas e tratamentos; Por Dra. Luciana Hitomi, da Clínica TheSkin Barra

Dossiê da celulite - Dra. Luciana HitomiNa hora de tratar a celulite, primeiramente, é preciso descobrir qual o grau que possui. Existem três tipos e cada um tem um aspecto diferente. As de grau 1 apresenta pele lisa e os furinhos são visíveis somente à palpação ou contração da musculatura; as de grau 2 são visíveis mesmo sem pressão. Já as de grau 3 tem o temido aspecto de casca de laranja.

O leque de opções de tratamentos é extenso: drenagem linfática, uma das mais conhecidas, que diminui a retenção hídrica; os cremes, que possuem ativos para melhorar a circulação, favorecer a quebra de gordura e melhorar a flacidez; a Intradermoterapia, uma injeção de substâncias sob a pele, na área da celulite, para melhorar a circulação e favorecer a quebra da gordura. Já entre os aparelhos figuram: endermologia, infra-vermelho, radiofrequência (accent, tripollar, freeze) e ultra-som (ultracontour). Para aquelas que não tem medo de cirurgia, o Subcison é uma opção, pois é uma técnica cirúrgica simples que secciona as traves da fibrose que retraem a pele. Há ainda os preenchimentos que consistem em aplicar uma substância com ácido hialurônico para suavizar depressões mais profundas.

Para obter os melhores resultados, depende do grau da celulite e da disciplina do paciente. Quanto menor o grau, mais rápido os resultados. Acabar totalmente com a ela é difícil, mas tratar o mais rápido possível e iniciar as medidas de prevenção é fundamental, pois a tendência é piorar.

Por isso, é tão importante prevenir, conquistar uma rotina alimentar com mais qualidade, praticar exercício físico e realizar drenagem linfática. Há ainda hábitos comuns no dia a dia como usar roupas apertadas e ficar de pé ou sentada durante muitas horas seguidas. Estes pequenos atos se tornam grandes colaboradores do aparecimento dos temidos furinhos.

Contudo, não se impressione com certos mitos como “mulheres magras não têm celulite”. Mentira. Conforme já citado, as causas não estão relacionadas somente ao acúmulo de gordura e, sim, por diversos fatores. E a famosa frase “refrigerante causa celulite”? É verdade. O açúcar presente em excesso na alimentação provoca acúmulo de gordura e o sódio presente mesmo nas versões “diet” provoca retenção hídrica. Portanto, não caia nas histórias urbanas e lendárias.

Além dos vários tratamentos, uma palavra foi repetida algumas vezes no texto: a alimentação. Nela está o segredo da prevenção e também uma forma de atenuar as celulites já existentes.  Portanto, tome nota dos alimentos que ajudam a minimizá-las: carboidratos integrais, verduras, legumes, frutas, alimentos ricos em fibras, alimentos antiinflamatórios e antioxidantes (alho, limão, gengibre, canela, açafrão, noz moscada). A ajuda também vem em forma de bebidas. Ingira, no mínimo, 2 litros de líquido por dia e evite refrigerantes.

Com todas estas dicas você tem um arsenal de informações que irão te ajudar a combater a celulite e conquistar um corpo invejável.

***

Dra. Luciana HitomiPor Dra. Luciana Hitomi: médica responsável pela Clínica TheSkin Barra, do Grupo Paula Bellotti. Pós-graduada em Medicina Estética pela Sociedade Brasileira de Medicina. Autora e co-autora de diversos artigos e trabalhos publicados nas revistas mais renomadas da medicina mundial e, ainda, é responsável pelo treinamento de médicos das mais diversas tecnologias na área de estética.

Onde encontrá-la!

The Skin Barra

Avenida Afonso Arinos de Melo Franco, 222 | loja 122 A  – Barra Prime – Barra da Tijuca
Tel: (21) 2499-3634

 

Comentários

Comentários

Confira também

Preenchimento Labial: Dra. Luciana Hitomi, da TheSkin Barra, explica

A boca mais cobiçada entre as celebridades, sem dúvidas,  é a da Angelina Jolie. Ela ...