Efeito sanfona e o desafio de emagrecer – Dra. Luciana Granja – Emagrecimento e Performance Humana, Recreio

O efeito sanfona é um dos principais medos de quem deseja emagrecer. Geralmente, ocorre com pessoas que perdem peso rapidamente com restrição muito limitante de alimentos ou nutrientes. Esta condição é caracterizada pelo ganho de peso logo após o término da dieta. O problema é que, quando a perda e ganha de peso se tornam um ciclo  frequente, pode alterar o metabolismo, tornando o processo de emagrecimento cada vez mais difícil. Confira algumas razões que podem estar sabotando o seu peso ideal ou promovendo o efeito sanfona:

1 – alimentação de improviso: a falta de planejamento das refeições dificulta o processo de emagrecimento. Escolhas a partir do emocional (principalmente, carboidratos e açúcar) contribuem para o sobrepeso. Além disso, a falta de comida de verdade faz a pessoa comer mais do que deveria nas horas onde tem oportunidade. Isso leva ao segundo tópico.

2 – beliscar o tempo todo: se você é daqueles que não consegue ver um biscoitinho ou chocolate dando sopa, que logo já ataca, está fazendo tudo errado. Não adianta fazer dieta e se entregar às tentações ao longo dia. Isso é sabotagem, porque está frustrada com o combo “grelhado e legumes” e acha que a dieta não está funcionando, que seu metabolismo é lento, por isso não emagrece. Saiba colocar a culpa no lugar certo e reveja seus hábitos alimentares durante o dia.

3 – sedentarismo: a falta de atividades físicas ou até mesmo de movimentos simples, como subir a escada ou invés de usar a rolante, caminhar alguns quilômetros, levantar da cadeira um pouco durante o trabalho, podem dificultar a perda de peso, além de causar aumento do colesterol, diabetes tipo 2, entre outras complicações. Movimente-se!

4 – Evite o excesso de bebida alcoólica: ao metabolizar o álcool o organismo impede a queima e eliminação de gordura, favorecendo seu acúmulo, principalmente a abdominal.

Conselho para não cair no efeito sanfona e prejudicar o emagrecimento:

Faça um programa de reeducação alimentar. A forma mais eficaz de manter a perda de peso é promover uma mudança de hábitos que não seja temporário. O ideal é comer de tudo, mas com moderação, fazendo escolhas saudáveis sempre que possível. Quando acontece de maneira gradativa, o emagrecimento tente de ser mais duradouro e efetivo do que quando se perde muitos quilos rapidamente.

***

Por Dra. Luciana Granja: Medicina Integrativa, Performance Humana e Emagrecimento. Médica com especialização em pediatria e cardiopediatria. Comanda sua própria clínica, na Barra da Tijuca, com foco em tratamentos que emagrecem de forma saudável por meio de um equilíbrio de vitaminas e minerais.

Onde encontrá-la:

Rio de Janeiro: Rua senador Rui Carneiro, 301, Sala 201 Cob. 302 – Recreio. Tel.: 2480-8075 | 2490-0293

São Paulo: Av. Jurema, 380 – Moema

Mato Grosso do Sul: Gastrocor – Rua Munir Thomé, 682 – Centro – Três Lagoas. Tels.: (67) 3522-5847 | 3522-8602

WhatsApp para marcação de consultas: (21) 99762-8042 E-mail: luciaped@ig.com.br

www.dralucianagranja.blogspot.com.br

Comentários

Comentários

Confira também

Fatores que podem prejudicar o emagrecimento – Por Dra. Luciana Granja, Recreio

Começar a trilhar o caminho do emagrecimento não é tarefa fácil. Cada pessoa que toma ...